quarta-feira, julho 18, 2018


Morreu o Ermita da Literatura Portuguesa
Altino do Tojal






Faleceu um enorme vulto da literatura Portuguesa, o escritor e jornalista Altino do Tojal, para os seus amigos o “Ermita”, pois não gostava de andar nas festas do croquete e não se dava muito com outros escritores, nunca se meteu, a jeito para Condecorações e Prémios, embora os merece-se, a sua obra os Putos é a obras que em Portugal mais reedições teve vais na 38 edição, nem o Saramago conseguiu esse feito.
Mesmo sendo o Ermita, tive a sorte de ser seu amigo, nunca faltou a uma exposição minha, chegou a comprar-me quadro e eu homenageio na minha Exposição Vultos da Cultura Portuguesa.
Ofereceu-me os seus livros e a sua amizade, escreveu a abertura de um catálogo meu.
Tive com ele, conversas interessantes, um homem encantador como reservado, por quem tenho uma enorme admiração.
Espero sinceramente que Portugal, não se esqueça dele e do seu contributo para a nossa cultura, história e identidade.
Altino do Tojal nasceu a 26 de Julho de 1939, em Braga, e foi criado pela tia Emília, professora primária, que o ensinou a ler aos cinco anos, e pelo seu avô, professor aposentado.
Viveu em Braga até aos 27 anos. Trabalhou em vários jornais, entre eles o "Jornal de Notícias", depois no lisboeta "O Século", até ao seu encerramento, e depois no "Comércio do Porto". Trabalhou também durante alguns anos na Biblioteca de Braga.
Mas foi na escrita de ficção que se destacou com dezenas de obras. A sua obra "Os Putos" foi adaptada ao teatro, à televisão e à banda desenhada. A primeira versão deste livro surgiu ainda em 1964, com o título "Sardinhas e Lua".
Sobre mim Altino do Tojal escreveu:
Frequentador ocasional de exposições, conhecia de Henrique Tigo pinturas de vanguardismo arrojado. Agora vejo-o cultivar também o retracto, na sua evolução de “Vultos da Cultura Portuguesa”.
    Numa galeria vinte e tal seres humanos retractados, já quase todos pó de cemitério, decidiu generosamente o artista incluir-me entre os dois ou três que continuam a respirar os ares deste mundo.
    Confidenciou-me ter sido útil ao seu propósito a leitura de alguma da minha obra literária, sobretudo “Os Putos”, onde, valha a verdade, outra coisa não fiz senão falar de mim e da minha vida ao derredor. Assim equipado, terá o pintor ambicionado transcender uma vulgar semelhança fisionómica, ir mais além, através da sua arte explorar-me a alma. Examino com atenção este retracto amargo e rude, esquivo, dir-se-ia inabordável. Fiel ao preceito délfico, há 63 anos que eu próprio venho procurando humildemente conhecer-me, e as minhas pesquisas interiores parecem aflorar de algum modo no retracto, não são grosseiramente desmentidas por ele.
    Alguém o adquiriu, faz já parte de uma colecção particular – informa o catálogo. Talvez o desconhecido comprador não dependure lá em casa a minha autêntica imagem, o verdadeiro “Eu”; mas, de todos os retratos que me tiveram por modelo, estas pinceladas breves e lampejantes tornam-no, ao menos para mim, o mais revelador.



quarta-feira, maio 09, 2018

88 Feira do Livro



Este ano lá estarei novamente a realizar uma sessão de autógrafos na 88ª Feira do Livro de Lisboa dia 30 de Maio entre as 18h30 e às 19h30.
Com os Livros:

As Portas de Abril;
Galeria de Poemas;
Bodas de Madeira da Confraria dos Enchidos;
Maçonaria Com Tigo.

Conto com a vossa presença.

quinta-feira, março 01, 2018

Deus da Carnificina




Ontem tive o privilégio de ver em primeira mão a peça Deus da Carnificina, a convite do meu amigo, primo, etc, etc, etc… Jorge Mourato, um dos melhores actores da actualidade em Portugal , que tem crescido muito como actor e que nesta peça tem um papel formidável .
Em cena no Teatro da Trindade, com: Jorge Mourato, Patrícia Tavares, Rita Salema e Diogo Infante, com encenação do mesmo.-
A peça passa-se a volta de dois casais supostamente civilizados, que se encontram para resolver um incidente provocado pelos seus filhos menores. Contudo as coisas nem sempre são o que parecem ser, no meio de tanta hipocrisia, tudo descamba e descobre-se a realidade destes dois casais, iguais a tantos com quem convivemos diariamente. Aliás esta peça reflecte bem a realidade que vivemos.
Deus da Carnificina é uma comédia altamente bem representada por estes quatro actores, eu já tinha visto o filme com os actores:  Jodie Foster,  John C. Reilly, Kate Winslet e Christoph Waltz, e sinceramente prefiro esta peça que estará em cena até dia 29 de Abril no Teatro da Trindade e que recomendo vivamente.


segunda-feira, janeiro 29, 2018

Adeus ao meu Herói Edmundo Pedro



Adeus ao meu Herói Edmundo Pedro

Todos nós a medida que vamos crescendo, temos os nossos heróis, talvez por ter crescido num ambiente diferente das outras crianças, num ambiente mais “adulto” e “politizado” tive heróis diferentes.
Pois enquanto os meus amigos ou colegas de escola liam livros de banda desenhada, eu lia outro tipo de livro desde o Tarrafal ao Capital de Karl Marx.
Entre os meus heróis, estava o Edmundo Pedro, o lutador da Liberdade e da Democracia, foi preso pela PIDE com apenas 15 anos e aos 16 anos foi levado para inaugurar o Campo de Concentração do Tarrafal, em Cabo Verde, em 1936, ali passou todos os horrores possíveis e lá sobreviveu durante 10 anos, tendo -lhe morrido nos braços dezenas de amigos e o seu próprio Pai.
Nunca baixou os braços e nunca deixou de lutar por Portugal, pela igualdade, pela Liberdade e pela Democracia até ao 25 de Abril voltou a ser preso, torturado e não só.
Depois do 25 de Abril destacou-se como militante, dirigente e deputado do Partido Socialista, tendo sido elemento fundamental na articulação civil e militar na defesa da Liberdade contra a deriva totalitária no período da revolução.
Chegou a ser presidente da RTP e a 9 de junho de 1994, foi feito Grande-Oficial da Ordem da Liberdade, tendo sido elevado a Grã-Cruz da mesma ordem a 9 de junho de 2005.
Maçom do Grande Oriente Lusitano, foi um dos fundadores da Loja 25 de Abril
Tive a sorte de conhecer o meu herói de infância e tornar-me seu amigo, em 1999 os meus País foram com ele ao Tarrafal viagem que infelizmente não fiz, mas nasceu entre nós uma forte amizade, passei horas a ouvir as suas histórias, ofereceu-me todos os seus livros que guardo num local de destaque na minha biblioteca, tive oportunidade de passar tarde em tertúlias na sua casa de Alvalade e de ir a festas na sua casa de Sesimbra.
Fez questão de estar presente em muitas exposições minhas e do meu Pai, organizei debates e conferência e ele esteve sempre presente, e quando publiquei o meu livro “As portas de Abril” que lhe dediquei, tive a honra de contar com sua presença na mesa de honra para apresentar o mesmo.
Tivemos imensas conversas sobre Maçonaria, tendo sido inclusivo o primeiro maçom que me convidou para entrar para a Maçonaria.
Edmundo Pedro era um homem BOM, sempre preocupado com os outros, as vezes mais preocupado com os outros do que consigo mesmo, não tenho palavras para descrever o quando me deixa devastado o seu desaparecimento físico, ele era um amigo, um irmão, um mentor e o avo que gostava de ter tido, aliás como tive a oportunidade de lhe dizer mais que uma vez.

Meu querido Edmundo até um dia no Oriente Eterno.





quinta-feira, dezembro 14, 2017

sexta-feira, novembro 24, 2017

Já a venda


Já está a venda o meu último livro
"Maçonaria ComTigo" preço 10 euros (envio incluído)
Podem fazer já o seu pedido
através do mail: henrique.meo@gmail.com

Laçamento do livro "Maçonaria ComTigo"




Na mesa de honra; Paulo Noguês da Diário de Bordo, Fernando Lima Grão-mestre do Grande Oriente Lusitano, Henrique Tigo e José Moreno Past Grão-mestre da GLLP.

Nunca poderia escrever este livro,
 sem recordar com Fraternidade, todos os irmãos
que lutaram e sofreram para que
eu hoje possa, em Liberdade,
 usar, o meu avental de Maçon.

Por isso este livro é dedicado a todos os Maçons.

Henrique Tigo  



No Lançamento deste livro estiveram representantes e obreiros das seguintes obediências Maçónicas:

GLLP - Grande Loja Legal de Portugal
GOL - Grande Oriente Lusitano;
GOI - Grande Oriente Ibérico;
GLUP - Grande Loja Unida de Portugal;
GLFP- Grande Loja Feminina de Portugal;
LE DROIT HUMAIN” – “O Direito Humano;
GONF - Grande Oriente Nacional Francesa;
Grande Loja Francesa Mista de Memphis Misraim.


sexta-feira, novembro 10, 2017

Convite "Maçonaria ComTigo"









                                                                           CONVITE


O escritor e maçom Henrique Tigo, tem o prazer de o convidar para o lançamento do seu último livro:
Maçonaria ComTigo

Dia 23 de Novembro de 2017, pelas 19h no Espaço Grandella – Estrada de Benfica 419, 1500 Lisboa.

Este livro será apresentado por:
Grão Mestre do Grande Oriente Lusitano Fernando Lima.
Past Grão Mestre da GLLP José Moreno
Antigo Grão Mestre da GLRP Luís Nandin de Carvalho
Grão-mestre de honra da GLLP Francisco de Pina Queiroz

“Após séculos de rumores, presumes, dúvidas e questões, Henrique Tigo maçom assumido traz-nos uma oportunidade única de melhor conhecermos a maçonaria.
Abre as portas as verdadeiras ideias e ideais desta sociedade discreta e não secreta.
Ele revela-nos neste livro o verdadeiro segredo da Maçonaria. E como a maçonaria se relaciona com mundo, a porta das lojas maçónicas serão inteiramente abertas para quem quiser saber o que fazem dentro e fora dos templos os maçons.
Um livro de verdade e para saborearmos até a última utilização do verbo.”

Eduardo Afonso

“ Leiam este livro fantástico, deste escritor mas interpretem-no que não se arrependerão”

Past Grão-mestre da GLLP/GLRP José Moreno