quarta-feira, maio 24, 2017

Reportagem sobre a Gala de Homenagem a H. Mourato

video
Reportagem da TVa Amadora, sobre a Gala de Homenagem ao Mestre H. Mourato a 12 de Maio de 2017, no Auditório de Alfornelos

quarta-feira, maio 10, 2017

Você vs Tu





Portugal é um país de títulos, durante oito séculos, tivemos os títulos nobiliárquicos ou títulos de nobreza foram criados com o intuito de estabelecer uma relação de vassalagem entre o titular e o monarca.
Com a implementação dos República esses mesmos títulos foram abolidos, então o povo criou novos, passamos a ter os títulos académicos: Doutores, Professores, Engenheiros, Arquitectos, etc, etc,.
Mas como ainda não chegava, pois havia muitos “ricos” de dinheiro, que não tinham nem títulos nobiliárquicos nem académicos, criaram o VOCÊ – que é um pronome pessoal de tratamento. Refere-se à segunda pessoa do discurso, mas, por ser pronome de tratamento, é empregado na terceira pessoa (como "ele" ou "ela").
Sua origem encontra-se na expressão de tratamento de deferência vossa mercê, que se transformou sucessivamente em vossemecê, vosmecê, vancê e você. Vossa mercê (mercê significa graça, concessão) era um tratamento dado a pessoas às quais não era possível se dirigir pelo pronome TU.
E para as mentes pequenas começou a ser um crime de Lés a pátria, tratar alguém por tu…
Mas Você, não existe! Não temos nenhum tempo verbal Você!
Tão finos querem ser, que nem sabem o que dizem, deixem-se de coisas, estamos em Portugal, vamos lá tratar toda a gente por TU, pois não é falta de educação, antes pelo contrário é respeitar a nossa língua, nem sequer estamos no Brasil.
Eu até tenho título nobiliárquico e título académico, mas a mim podem-me tratar por tu! (ofendem-me é quando me tratam por você)